Apneia do sono pode causar problemas comportamentais em crianças

Postado em 14/10/2017

Apneia do sono pode causar problemas comportamentais em crianças

Se o seu filho não anda dormindo bem, atenção! Pesquisadores da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, acabam de divulgar os resultados de um novo estudo que concluiu que a má qualidade do sono pode estar ligada ao desenvolvimento de uma série de problemas comportamentais nas crianças.

Para chegar a essa conclusão, eles analisaram 263 crianças, de 6 a 11 anos de idade, acompanhando noites de sono, aplicando testes comportamentais e recebendo relatórios periódicos dos pais. Depois de cinco anos, notaram que o risco de desenvolver distúrbios de atenção, hiperatividade e dificuldade de aprendizado foi cinco vezes maior entre as que apresentaram crises isoladas de apneia (quando a pessoa para de respirar em alguns momentos enquanto dorme) em comparação com que as que não tiveram problemas durante o sono. Entre as que apresentaram crises constantes, o risco foi seis vezes maior.

“Este estudo oferece informações úteis para que os médicos orientem os pais sobre as opções de tratamento para crianças com apneia. Os professores também devem ficar cientes desses resultados para entenderem que ela pode contribuir com problemas dentro da sala de aula”, disse, em nota, Michelle Perfect, uma das autoras do texto.

 

 

Outras Notícias

 

O filho único
Postado em 17/08/2018

O filho único possui mais qualidades que defeitos. Sempre foi dito que o conceito de filho único estava associado com a extrema proteção e a má educação. No entanto, hoje em dia, o panorama dessa situação está mudando. As inves...
leia mais »

Como lidar com os sonhos e expectativas dos filhos
Postado em 05/08/2018

O sonho tem uma função simples na vida que é a dar o impulso para seguir adiante. E qual é a criança que não sonha em se tornar um ou outro profissional, ou vislumbra o futuro como a pessoa que vai mudar o mundo? Saudável, o sonho deve ser nutrido ...
leia mais »

Prática de atividades físicas regulares reduz risco de diabetes infantil
Postado em 28/07/2018

Vinte minutos de atividades físicas diárias. Pode parecer pouco, mas é tempo suficiente para reduzir o risco de uma criança obesa desenvolver diabetes tipo 2. É o que indica um estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Georgia, nos Estados Unidos, pu...
leia mais »